fbpx

Glutamina e Imunidade

Desjejum, Sobremesa e Ceia: Whey Grego vai bem toda hora!
13 de março de 2018
Exibir tudo

Glutamina e Imunidade

A Glutamina é o aminoácido livre mais abundante no organismo humano, servindo como fonte de energia para diversos tecidos. Por ser um nutriente que pode ser sintetizado pelo organismo, não é considerada um aminoácido essencial. Entretanto, essa classificação tem sido questionada, devido ao fato de que em atividades físicas intensas, quadros críticos como sepse e em situações de traumas, sua síntese não supre a demanda degradada. Sendo assim, foi reclassificada como condicionalmente essencial, se fazendo então fundamental a sua suplementação.

No sistema imunológico serve como importante fonte de energia para o crescimento e multiplicação das células de defesa. Em condições que promovem a redução nos níveis de glutamina do organismo, uma das maiores consequências observadas são a depressão da resposta imune e uma maior vulnerabilidade a infecções.

Na prática clínica, sua suplementação já ocorre há muito tempo em pacientes imunodeprimidos, queimados, em terapia nutricional enteral e hoje sua aplicação se estende com muito êxito para a prática esportiva. Isso porque, diversos estudos comprovam grande eficácia do uso da glutamina pós treino para suporte na redução da incidência de infecções recorrentes de atletas e praticantes de atividades físicas.

Outra importante atuação desse aminoácido condicionalmente essencial é na manutenção da membrana intestinal, pois também serve como fonte de energia para as células epiteliais. Sendo assim, contribui para a manutenção da mucosa e o funcionamento saudável do intestino delgado, reforçando a barreira intestinal, auxiliando na permeabilidade dos nutrientes e no aprimoramento do sistema imunológico.

Para uma suplementação eficiente, é importante que o processo de obtenção seja de boa procedência, com qualidade e confiabilidade. Reconhecida mundialmente por seu elevado rigor tecnológico, a AJINOMOTO Co. se destaca por ser a pioneira na produção de aminoácidos a partir da técnica de fermentação. Um dos principais diferenciais da empresa, além do elevado grau de pureza e qualidade, é a utilização de matérias-primas de fontes vegetais naturais e renováveis, como a cana-de-açúcar, mandioca, milho e beterraba. Os produtos cuja matéria-prima advém desse processamento referenciado, levam no rótulo um selo de qualidade, que identifica e reconhece o diferencial do produto.

As doses usuais indicadas variam de 5g a 10g ao dia, ou conforme orientação de  médico e/ou nutricionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>