BCAA 8:1:1 COM TCM

WHEY PROTEIN HIDROLISADO
28 de novembro de 2016
Show all

Os Aminoácidos de Cadeia Ramificada, famoso BCAA (Branched-chain amino acids) são importantes no gerenciamento da síntese protéica muscular. O BCAA tem um crítico papel que afeta seu metabolismo. O BCAA compreende três aminoácidos: leucina, isoleucina e valina, os quais são aminoácidos essenciais, provenientes da dieta. Esses são abundantes numa dieta rica em proteínas (principalmente de origem animal). Dentre os três aminoácidos que compõem o BCAA, daremos ênfase à LEUCINA, uma vez que estudos apontam como sendo ela a principal responsável pelo aumento da síntese protéica. Isso explica a ideia da NUTRATA de trabalhar numa proporção 8 vezes maior de LEUCINA quando comparada aos outros dois (ISOLEUCINA E VALINA). A capacidade da LEUCINA aumentar a síntese protéica está no fato dessa, quando em altas concentrações, promover a ativação de uma proteína chamada alvo da  rapamicina em mamíferos (mammalian Target of Rapamycin – mTOR). O m-TOR então estimula a síntese protéica através de outras proteínas regulatórias.

O BCAA elevado nas concentrações corretas leva, portanto, a efeitos positivos, melhorando parâmetros metabólicos como composição corporal, níveis de glicemia e saciedade. A ativação da m-TOR pela leucina exerce ação dentro do seu cérebro, especificamente no hipotálamo mediobasal, núcleo arqueado e em neurônios que regulam a fome e a saciedade. Esses neurocircuitos controlam a ingesta de alimentos através de um mecanismo chamado feedback negativo.

Outro efeito positivo do BCAA na sua saúde metabólica envolve a regulação da liberação de alguns hormônios do trato gastrointestinal e tecido adiposo (leptina, GLP-1 e ghrelina) que afetam a fome e a saciedade e os níveis de glicemia.

A LEUCINA ativa a m-TOR, como já vimos, que estimula a síntese de liberação de insulina, outro importante hormônio anabólico, quando utilizado de maneira correta.

Tão importante quanto estimular a síntese protéica é inibir a degradação da mesma, isto é, impedir a chamado catabolismo. Essa é outra importante ação desses aminoácidos que agem em conjunto com a própria insulina  e o IGF1, mediando a degradação de proteínas.

Até aqui vimos a importância do BCAA, tendo na LEUCINA sua protagonista no aumento da síntese protéica, na inibição do catabolismo controle da saciedade e dos níveis de insulina. Mas a NUTRATA pensou um pouco mais além e  elaborou uma fórmula exclusiva, associando o TCM (Triglicérides de cadeia média) a sua fórmula. O TCM terá ação sinérgica ao BCAA, na busca da melhor composição corporal e fornecimento de energia extra para seus treinos. O TCM estimula a lipólise (quebra de célula de gordura) e participa da geração de energia ao entrar nas mitocôndrias. A  união desses dois suplementos (BCAA e TCM) aliados ainda à vitamina B6, que garante melhor imunidade, principalmente após treinos mais intensos, faz do BCAA 8:1:1 TCM da NUTRATA, único. Fornece LEUCINA em ótimas concentrações, ativa m-TOR, controla hormônios relacionados à fome e a saciedade, níveis de insulina com poder anabólico e ação anti-catabólica. Soma-se o TCM para maior geração de energia e perda de tecido adiposo e vitamina B6 que garante maior imunidade. Tudo dentro de um suplemento só. Enjoy! E aprecie  sempre com moderação. Equilíbrio é tudo.

Dr. Márcio Bacci

CRM: 100866

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *